terça-feira, 21 de novembro de 2017

Haikais


manhã de outubro:

o girassol na janela
quase se abriu

obra inacabada:
no espelho d'água o reflexo
de  uma meia-face

zerar o relógio
a cada final do dia:
o sábio aprendiz

auge da criação:
o lírio murcho no galho
inspira o poeta

regina ragazzi

domingo, 22 de outubro de 2017

Haikais

o tempo e o vento
numa mesma sintonia:
restos de memórias

Os lírios vermelhos
imponentes no jardim:
dias de glória

paisagens remotas:
ao alcance dos olhos
somente o velho óculos

rua deserta:
a bela dama da noite
vestida de branco

Silêncio no quarto:
entre uma chuva e outra
um sopro de vento

regina ragazzi

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Haikais

manhã de segunda -
meio cinza, meio azul

o céu de agora

...
será ressaca!?

no avançado das horas
só os cães ladram
...
pássaro na cozinha-

a rolinha se enrola
para achar a saída

...

bom preságio-


alvorece um girassol

no jardim ao lado
.



regina ragazzi

sábado, 14 de janeiro de 2017

Haikais de Natal

noite de natal-
o presépio na sala,
quase centenário

todo iluminado
o pinheiro no quintal-
hora da ceia

família reunida-
o trenzinho apita
na mão do menino

dia de natal-
a vovó na cozinha 
faz rabanada

regina ragazzi






quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Haikais


entra ano, sai ano
o apito do trem
às seis da manhã



no meio do caminho

um pé de mamona-

eu e meus irmãos


do fruto colhido
a saborosa geléia-
crianças em férias

o pão com manteiga
prontinho na mesa-
pássaros à vista

regina ragazzi

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

sábado, 7 de janeiro de 2017

Haikai

quanta solidão-
nos olhos do velho
no choro do cão

regina ragazzi

Haikais

manhã de sábado-
a trilha das formiguinhas
no açucareiro

sol de verão-
do outro lado do muro
um pé de manga

dia de feira-
um casal de sabiá
de olho na fruteira

regina ragazzi







sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Haikais

Chuva à meia- noite 
ou chuva ao meio-dia?
com essa cortina...

noite de insônia- 
contar  pingos da goteira
é brincadeira

silêncio lá fora- 
depois da chuva
so ouço um ronco

que tranquilidade!
pousado no lençol branco
um pernilongo

regina ragazzi